Empresa especializada em desidratação de alimentos assina contrato com Parque Tecnológico

53ee7e6563484fb13943370b06669cdb

Na última semana, uma nova empresa assinou contrato com o Parque Tecnológico de Botucatu para se instalar na Incubadora Botucatu.

A Néctar da Cuesta, que nasceu entre o desejo de empreender e a paixão pela região de Botucatu, tem como objetivo ter um padrão de excelência em qualidade diferenciado do mercado, trabalhando com frutas selecionadas. Tudo começou com uma pequena fábrica de desidratação de frutas, com as ideias do casal, Maurilio Cardoso, engenheiro, e Dra Caroline de Barros, nutricionista.

Com o passar do tempo, acompanhando as tendências do mercado, um dos temperos criados pela empresa, o Tempera Gin – Sabores da Cuesta, se tornou a afirmação da paixão pela região, já que leva no nome do local onde estão alguns dos mais belos pontos turísticos da região.

Os sachês, originalmente idealizados para preparar Gin Tônica, também se tornaram excelentes opções em misturas com água, água com gás, e outros drinks.

Para Maurilio, assinar com o Parque é uma grande oportunidade para aumentar o espaço e estrutura da empresa. Nos planos, ainda estão as vendas de produtos a granel para supermercados e exportação. Atualmente, a empresa é capaz de desidratar 25-30 toneladas de limão siciliano in natura, por mês.

Ainda segundo ele, os principais motivos que fizeram a empresa escolher o Parque Tecnológico para instalação do seu negócio, são em relação ao suporte físico e gestão do local. Maurilio ainda tem algumas perspectivas para sua empresa após contrato assinado: “O Parque poderá contribuir com visibilidade e suporte para melhoria da gestão dos negócios”, finalizou.

Sobre a Incubadora Botucatu

A Incubadora de Empresas Botucatu foi criada em 28 de novembro de 1997, resultado de uma ação conjunta entre o Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo – regional Botucatu), Sebrae e Prefeitura de Botucatu. Ela busca estratégias para aumentar a taxa de sobrevivência das microempresas nascentes, fornecer oportunidades, desenvolvimento rápido e de forma estruturada aos novos empreendedores, promover a geração de produtos e processos inovadores, além de aproximar e interagir com as Universidades e Escolas Técnicas em busca de novos conhecimentos e parcerias.