Polícia Civil investiga causas de acidente com morte na Castelinho

colisao-frontal-e-registrado-na-rodovia-castelinho-em-botucatu-acidente-botucatu

A Polícia Civil investiga os detalhes de como ocorreu o acidente registrado na tarde de sábado, 17 de abril, na Rodovia João Hipólyto Martins, a Castelinho, no trecho entre o shopping e a entrada de Botucatu.

Foi registrado no boletim de ocorrências que o fato se deu às 16h30. Segundo a Polícia Civil, sabe por relatos, que tudo começou quando um GM Montana entrava na Castelinho no sentido Botucatu – Shopping e houve choque com um Corsa que estava na rodovia. Nesse momento, o Corsa saiu da pista, atravessou o alambrado existente no local e bateu de frente com um Renault Scenic.

Após o acidente, restaram 4 pessoas feridas e a quinta morreu no local.

O passageiro do Corsa que morreu no acidente foi identificado na manhã deste domingo, 18. Um tio dele esteve no necrotério e reconheceu o corpo sendo de Erly Silva Viana, de 45 anos, que residia na Rua Jorge Venâncio, no bairro Parque Marajoara. Na hora do acidente, ele não portava documentos, por isso não se tinha conhecimento da sua identidade.

Na apuração policial, consta que na picape que entrou na pista estava um vigilante de 43 anos, morador do Bairro Maria Luiza.

No Corsa que estava na Castelinho – e foi atingido pela picape – estavam um pedreiro de 61 anos, além de um adolescente de 13 anos, e a vítima fatal, todos do Bairro Parque Marajoara. A vítima será sepultada na tarde deste domingo, no Cemitério Jardim de Botucatu.

No Renault Scenic que seguia no sentido shopping – cidade, o qual foi atingido de frente, estavam um condutor e uma pessoa do sexo feminino, mas não consta a sua idade. Ambos são do Bairro Santa Elisa.

Sobre o depoimento dos envolvidos no acidente, o motorista do Corsa declarou que conduzia seu veículo pela Rodovia SP 209, sentido centro – shopping, ocasião em que o GM/Montana entrou na rodovia, sem sinalizar, acarretando a colisão, e na sequência, o que seu automóvel chocou-se contra o Renault/Scenic. Já o motorista da GM/Montana alegou que o acidente ocorreu quanto ingressou na rodovia SP-209 em razão de o veículo GM/Corsa estar sendo conduzido em zigue-zague. O motorista do Renaut/Scenic, por sua vez, declarou aos militares que conduzia seu automóvel pela Rodovia SP-209, sentido shopping-centro, quando o GM/Corsa atravessou o canteiro central e o atingiu.

A polícia informa que fez o teste de bafômetro nos motoristas do Montana e do Scenic que deram negativo. Já o motorista do Corsa recusou, porém não apresentava estar alcoolizado. A perícia realizada no local dará detalhes do acidente.

Fonte: 14News.