Morre garoto de 14 anos que sofreu acidente com bicicleta em Botucatu

viatura-bombeiros-samu-hc-unesp-capa

Um garoto de 14 anos morreu durante acidente registrado na Rua Pedro Miguel Oyan, altura do número 71, no Conjunto Habitacional Humberto Popolo (Cohab 1), em Botucatu (SP).

Segundo a polícia, o acidente ocorreu por volta das 8h45 de quinta-feira (17) e o óbito foi registrado no mesmo horário de sábado (19) no Hospital das Clínicas (HC) de Botucatu.

Consta no boletim de ocorrência que o menino que morava na rua Manoel das Neves Pinhão (Cohab 1), de 14 anos, e o acidente foi com um carro Honda Fit de uma mulher de 38 anos, que também reside na região da Cohab 1.

A Polícia Militar informou no mesmo boletim de ocorrência que encontrou o carro danificado e a motorista estava no local. Eles afirmaram que a condutora não apresentava sinais de embriaguez.

Ela foi ouvida pelos PMs relatando que estava “em velocidade baixa pela Rua Maria Aparecida Galhardo, momento em que foi atravessar o cruzamento com a Rua Pedro Miguel Oyan visualizou o garoto, ora vítima, descendo em alta velocidade com sua bicicleta por esta via, freou seu veículo, mas não conseguiu evitar a colisão, motivo pelo qual a bicicleta atingiu a lateral esquerda do para-choque do carro e o menino foi lançado contra o para-brisa de seu carro, vindo ao solo”.

Os policiais conversaram com uma testemunha que presenciou o acidente. Essa pessoa narrou que a motorista “vinha em velocidade compatível com a via, momento em que o garoto, que vinha em alta velocidade com sua bicicleta, colidiu com o carro”.

Em seguida ao acidente, o garoto foi socorrido em estado grave ao HC quando os PMs foram informados que o menino precisou se entubado e recebia os cuidados intensivos na UTI.

A mãe do menino, ela que é balconista e tem 34 anos, depois, acabou comparecendo no plantão policial para registrar o boletim de ocorrência sobre a morte.

O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor (Art. 302) para investigação da Polícia Civil.

O garoto é velado em Itatinga e o sepultamento será ao meio-dia também em Itatinga.

Até o mês de outubro a cidade de Botucatu havia registrado 9 óbitos no trânsito em 2020. Também ocorreram 219 acidentes no mesmo período com pessoas feridas. Os dados tem como base os registros nas delegacias da cidade.

Fonte: 14 News