Perícia usa tecnologia 3D para recriar acidente entre ônibus e caminhão em Taguaí

pericia-acidente-taguai-301120 (1)

O acidente entre um caminhão e um ônibus que deixou 42 mortos em Taguaí (SP) foi recriado nesta segunda-feira (30) pela perícia, que usou um equipamento de tecnologia 3D. A mesma técnica foi utilizada durante a reconstituição da ação da PM que deixou nove mortos em Paraisópolis – caso completa um ano nesta terça-feira (1º).

A perita Karin Kawakami De Vicente explicou que a equipe foi ao local do acidente com um equipamento laser escâner 3D, que digitalizou a área.

Para o trabalho, a Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, local do acidente, precisou ser interditada. O trabalho começou por volta das 11h e durou cerca de três horas.

“Ele [escâner] funciona emitindo feixes de laser de classe 1 milhão de vezes por minuto, e vai formando o que chamamos de nuvem de pontos, 360° na horizontal e também tem 3 câmeras que fotografam em HDR, para 

colorir a nuvem de pontos e formar as imagens 360° do local escaneado”, explica.

Perícia foi realizada nesta segunda-feira (30) no local do acidente que deixou dezenas de mortos em Taguaí (SP) — Foto: Arquivo Pessoal
Perícia foi realizada nesta segunda-feira (30) no local do acidente que deixou dezenas de mortos em Taguaí (SP) (Foto: Arquivo Pessoal)

“São vários pontos ao longo da rodovia que vamos escanear. Depois temos o modelo tridimensional do local imortalizado, permitindo medições, animações, simulações, tudo em escritório. Está previsto o escaneamento dos veículos também.

De acordo com Karin, depois de feitas as imagens e montada a animação da movimentação, é possível colocar câmeras e gravar a visão de testemunhas e do motorista, por exemplo.

Ônibus destruído após acidente em Taguaí, SP — Foto: AP Photo/Juliano Oliveira
Ônibus destruído após acidente em Taguaí, SP (Foto: AP Photo/Juliano Oliveira)
Caminhão ficou destruído após colisão com ônibus em Taguaí (SP) — Foto: Minuto do Amorim/Divulgação
Caminhão ficou destruído após colisão com ônibus em Taguaí (SP) (Foto: Minuto do Amorim/Divulgação)

Fonte: G1