Polícia Civil esclarece e prende autores de roubos, sequestro relâmpago e homicídio durante operação em Botucatu

Polícia-Civil-1280x862

A Polícia Civil de São Paulo, através da Delegacia de Investigações Gerais de Botucatu, desencadeou nesta quinta-feira, 25, uma operação policial visando o esclarecimento e a prisão de autores de roubos, sequestros relâmpagos e homicídio.

Para tanto, em posse de Mandados de Busca e Apreensão, além de Mandados de Prisão, a equipe de policiais da DIG esclareceu dois crimes de “sequestro relâmpago” ocorridos em 07.10.20 e 15.11.20, ambos da DIG, tendo como vítimas dois médicos da FMB/Unesp.

Após diligências de campo, chegou-se a um menor de idade, que diante das filmagens captadas pela equipe da DIG, das roupas localizadas e do reconhecimento das vítimas, confessou a autoria delitiva.

Esclareceu que se utilizou de uma arma de brinquedo para intimidar suas vítimas e após o uso, acabou por queimá-la. Dando sequência na operação iniciada, também foi localizado o autor do roubo ocorrido em 29.10.2020 em um depósito de bebidas da cidade.

Após filmagens, chegou-se a um suspeito, que após verificar as filmagens, reconheceu o indivíduo que cometeu o crime. A mãe do sujeito ajudou na investigação.

Mais um roubo foi esclarecido pelos Policiais da DIG durante a operação. Trata-se do crime ocorrido em 18.11.2020, elaborado no Plantão Policial, que teve como vítima um casal de idosos, moradores da Cohab I.

Os policiais chegaram a um homem já conhecido nos meios policiais por ser ativo na prática de roubos. Mediante autorização judicial, policiais desta DIG trouxeram o suspeito até a Delegacia, onde as vítimas o reconheceram pessoalmente.

O mesmo teve sua prisão temporária já decretada pelo Juízo local. Por fim, e não menos importante, a DIG encerrou o caso de homicídio qualificado ocorrido no dia 21.10.2020, elaborado no plantão policial, que teve como vítima Edi Carlos de Souza Cunha.

Conforme já apurado, faltava apenas a prisão do co-autor do crime, que foi preso sem esboçar reação. Ele foi encaminhado até a Cadeia de Itatinga, estando à disposição da Justiça.

Fonte: Acontece Botucatu