Homem Pateta: Polícia de SP descobre adolescente responsável por perfil

15111412640113

A Polícia Civil de São Paulo apreendeu, na última sexta-feira (10), um adolescente de Sorocaba que seria responsável pela criação de um dos perfis do “Homem Pateta”. Esses perfis, que adotam o nome fictício “Jonathan Galindo”, foram relacionados a desafios para crianças envolvendo automutilação e suicídio. 

Durante o interrogatório, o adolescente (que não teve nome ou idade divulgados) confessou que enviava mensagens do perfil e disse que se tratava “apenas de uma brincadeira”.

O adolescente poderá responder por atos infracionais como ameaça e instigação ao suicídio. A investigação será encaminhada à Vara de Infância e Juventude.

Alertas com evidências frágeis

Desde junho, quando esses perfis receberam atenção da mídia brasileira, ao menos três estados relataram casos ligados ao “Homem Pateta”. No entanto, apesar da recente apreensão de um suspeito, os primeiros alertas sobre os perfis teriam se baseado em evidências frágeis.

Segundo o Estadão Verifica, a Polícia Civil de Santa Catarina emitiu seu alerta com base em um único relato de uma família do Paraná que os investigadores não puderam comprovar, já que os pais deletaram o perfil do menino. A delegada responsável pelo caso, Patrícia Zimmermann D’Ávila, admitiu que as evidências eram frágeis e justificou o alerta como uma forma de prevenção.

A Polícia Federal e a Polícia Civil do Distrito Federal, que também divulgaram alertas sobre o assunto, afirmaram que na ocasião ainda não haviam registrado nenhum caso de criança vítima do “Homem Pateta”.

Imagem de Jonathan Galindo

Apesar de existirem diversas teorias sobre a imagem de “Jonathan Galindo”, as fotos utilizadas por esses perfis são de James Fazzaro, cineasta, maquiador e dono da empresa JMF Filmworks.

As fotos foram publicadas por James em seu perfil do Facebook entre 2012 e 2014 e são, na verdade, personagens inventados pelo cineasta: Gary LeGeuff, Larry LeGeuff e Buck the Trucker. Até o momento, não há qualquer informação sobre a sua relação com o caso.

Fonte: TecMundo