Helicóptero Águia da PM leva coração de Bauru para ser transplantado em paciente internado em Botucatu

aguia-pm-1-

O helicóptero Águia da Polícia Militar foi acionado na manhã desta quarta-feira (15) para fazer o transporte de Bauru para Botucatu de um órgão destinado para transplante.

Segundo a Polícia Militar, o coração de um doador de Bauru foi captado no Hospital de Base para ser entregue no Hospital das Clínicas, de Botucatu.

O trajeto até a cidade vizinha durou cerca de 30 minutos. Segundo a PM, este foi o primeiro transporte de órgãos que o Águia de Bauru fez este ano. O HC não informou o estado de saúde da pessoa que recebeu o órgão.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, por conta da pandemia, a doação de órgãos caiu 31% em São Paulo. Até o momento, existem 16.679 pessoas na fila esperando um órgão.

Agilidade é fundamental

O trabalho de captação de múltiplos órgãos envolveu cerca de 20 profissionais do Hospital de Base de Bauru na manhã desta quarta-feira. Os procedimentos ocorreram no centro-cirúrgico do HB.

O coração, captado pela equipe do Hospital das Clínicas de Botucatu, é sempre o primeiro órgão a ser retirado de acordo com sequência estabelecida pelo Sistema Nacional de Transplantes. O motivo é permitir que o implante do coração ocorra dentro de, no máximo, quatro horas.

“A agilidade é importante devido ao tempo de vida do órgão, pois quanto menor o tempo fora do corpo, melhor será a qualidade do órgão para funcionamento no corpo do receptor”, explica Paula Dalsoglio Garcia, coordenadora da comissão de transplantes do HB.

Na sequência foi feita a captação de fígado, cujo tempo máximo de implante é de 12 horas, realizada por equipe de um hospital particular de Sorocaba. Equipe do HB captaram rins e córneas. Esses órgãos, com a conservação adequada, dispõem de maior tolerância antes de um transplante..

Fonte:G1 Bauru e Marília.