Pessoas encontradas descumprindo isolamento vão responder judicial

fiscal

“Só conseguiremos manter a flexibilização da economia em Botucatu se as pessoas com caso confirmado de covid-19 e seus contactantes cumprirem com a quarentena obrigatória. Isso tem acontecido de modo geral, embora estejamos observando um número crescente de descumprimento”, comentou o prefeito Mário Pardini nesta quinta-feira (02).

Segundo ele, uma série de medida é tomada como testagem em massa, diagnóstico e tratamento precoces, cumprimento da quarentena para pessoas que testaram positivo e contactantes, que são ações que vão conter a disseminação do coronavírus em Botucatu.

“Pensando nisso, estamos realizando monitoramento presencial dos casos confirmados para checar se realmente nossos pacientes estão cumprindo o isolamento correto no período de transmissão do vírus, ou seja, 14 dias após teste realizado”.

Fiscais de conduta juntamente com profissionais da Defesa Civil batem nas casas e ao verificarem a ausência das pessoas diagnosticadas com coronavírus, registram e junto a GCM produzem um boletim de ocorrência na Polícia Civil.

Todas as pessoas com caso positivo da doença assinam, assim que são diagnosticadas, um termo de compromisso de que vão cumprir o isolamento.

Já foram visitados mais de 40 imóveis e infelizmente na primeira rodada de visitas 9 pessoas já foram pegas descumprindo as medidas. Essas pessoas poderão responder criminalmente por isso junto a Polícia Civil por crime contra a saúde pública.

“Mesmo em um momento de resguardo, no enfrentamento da doença, precisamos continuar fazendo nossa parte, por nós, pela nossa família e pelo próximo”, finalizou o prefeito