Botucatu triplicará capacidade de testagem para diagnóstico da Covid-19

22589

Referência na testagem em massa da população, Botucatu dá mais um passo importante para proteger os cidadãos contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

O grupo Caio doou ao Hemocentro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu um robô com tecnologia de ponta para agilizar a preparação das amostras necessárias para os testes de coronavírus e que analisa diversos tipos de kit’s e reagentes encontrados no mercado.

“Estivemos muito perto de parar com a principal estratégia no combate ao Coronavírus, a testagem em massa, já que o equipamento disponível no Hemocentro tem uma série de limitações, entre elas a aquisição dos kit’s, fornecidos pelo Governo Federal, padronizados e com único fornecedor. Novamente o Grupo Caio estende a mão e nos ajuda em momento tão delicado. Gesto humano e solidário da empresa que, além de ser a maior empregadora de Botucatu, planta mais uma semente de esperança nesta luta”, afirmou o Prefeito Mário Pardini.

A expectativa é que a capacidade de testes realizados todos os dias pelo Hemocentro do HC seja triplicada com o novo equipamento, podendo chegar a quase 1 mil exames por dia.

“Mais uma importante ferramenta para o nosso trabalho de combate ao coronavírus em Botucatu. Tenho certeza que esse esforço, que já é realizado com muita competência pelos profissionais da Saúde e do Hemocentro, será ainda mais aprimorado”, citou André Spadaro, Secretário Municipal de Saúde.

Outra importante contribuição será a nível regional, já que municípios vizinhos poderão, assim como Botucatu, aumentar a capacidade de testes, diagnosticar e tratar precocemente seus pacientes, diminuindo a necessidade de utilização de leitos de UTI no HC.

“A parceria entre a Faculdade de Medicina de Botucatu, Prefeitura de Botucatu e a Caio chega ao seu ponto máximo. O aparelho que será doado ao HCFMB vai aumentar muito nossa capacidade de diagnóstico para toda a região. Agradeço muito a esses parceiros e reafirmo que estamos sempre abertos a esses auxílios, para que possamos fazer uma gestão em conjunto”, disse o Dr. André Balbi, Superintendente do HCFMB.