Mesmo sem data para retorno das aulas, Educação prepara protocolo de atendimento

prefeitura

Na manhã de quinta-feira, 04, a Secretaria Municipal de Educação de Botucatu realizou um encontro de professores, dirigentes escolares e pedagogos, além da equipe de gestão da pasta, para discutir a retomada das aulas.

Segundo o Secretário Valdir Paixão, todos os detalhes estão sendo pensados e analisados para estabelecer um protocolo que os servidores da Educação seguirão quando for autorizada a volta às aulas.

“Não existe data para o retorno das aulas na rede escolar municipal. Estamos discutindo formas de reduzir os riscos para os nossos alunos e também para os servidores, professores, enfim, toda equipe da Educação. Todos os protocolos estão sendo tomados para que possamos ter a volta das aulas com o menor risco possível, quando o comitê gestor da pandemia aqui em Botucatu e o Secretario André Spadaro autorizar tal retorno”, destacou.

O Secretário destacou que o protocolo está definindo todos os detalhes sanitários e deverá ser apresentado em até dez dias para avaliação do Prefeito Mário Pardini e também do Comitê Gestor da Covid-19 na Cidade.

Valdir Paixão salientou que já existem abordagens sobre segurança já estabelecida e garante que o protocolo de retorno das aulas servirá de exemplo que poderá ser seguido também por Prefeituras da região. Uma das medidas, adiantou, o Secretário é a volta “progressiva”

“Já temos equipes trabalhando dentro das escolas, fazendo a limpeza e a higienização. A nossa intenção é fazer o retorno progressivo. Isso significa que nem todas as escolas e alunos retornarão ao mesmo tempo para as atividades escolares. Não podemos tratar da mesma forma o retorno dos alunos do Fundamental 1 e 2 com os alunos do ensino infantil. Cada faixa de ensino terá um protocolo de segurança adequado”, afirmou.

Além da volta progressiva dos alunos, também será aplicado o distanciamento de carteiras em salas de aula, entre um metro e meio e dois, para promover o distanciamento de pessoas em salas de aulas.

“Além do distanciamento de carteiras dos nossos alunos, também faremos uso de máscaras protetoras para todos os alunos, professores, servidores e toda a equipe escolar”, adiantou.

Mesmo as creches da rede municipal terão protocolos diferenciados. “Sabemos que as crianças das creches terão dificuldades em manter o isolamento e terão contatos e nossa preocupação é evitar os riscos. Estamos analisando todos os detalhes para que tenhamos um retorno seguro para todos”, salientou Valdir Paixão.

Apesar da equipe da Secretaria de Educação já estar trabalhando nos protocolos sanitários, Valdir Paixão destacou várias vezes que não existe uma data para o retorno das aulas na rede municipal.

“Pode ser no mês que vem ou daqui dois meses. Não temos prazo e o prefeito Pardini já informou que os serviços da Prefeitura serão os últimos a retornar do isolamento e trabalho Home Office e, nós da Secretaria de Educação, seremos os últimos de fato a fazer esse atendimento público”, salientou.

Paixão destacou ainda que os professores estão mobilizados e orientando pais e alunos sobre o conteúdo escolar que está sendo oferecido para estudo nas residências.

Por Haroldo Amaral